Técnica de mergulho – 16 dicas para eficiência e segurança

  • técnica de mergulho

Toda boa sessão de natação começa com um bom mergulho, seja por competição ou lazer. Quando você mergulha bem, tem mais determinação durante o nado e, assim, maior retorno psicológico e menor gasto de energia para eventual correção. Técnica de mergulho é importante, mas é preciso pensar em segurança. Veja aqui 16 dicas legais. As primeiras são para segurança; as últimas, para eficiência, mais técnicas.

 

Técnica de mergulho: dicas de eficiência com segurança

Técnica de mergulho: dicas de eficiência com segurança

Você já teve aqui dicas para dar braçadas competentes, pernadas eficientes e respiração técnica adequada. Já recebeu aqui dicas até mesmo para se alimentar de forma certa antes de nadar. Além disso, a Medinas – vira e mexe – indica acessórios e trajes para natação.

Com tantas dicas, a gente acha que você já é quase um nadador completo, no caso de estar aprendendo com a gente. Por falar nisso, o blog da Medinas está postando toda segunda-feira instruções para seus treinos. Fique atento.

Como a gente estava dizendo, você está quase completo. Hoje, vamos falar de técnica de mergulho. Eficiência é importante, mas segurança é muito mais, pois dizem que barrigada dói muito.

Técnica de Mergulho – segurança

Certamente você é pessoa precavida, mas, você já ouviu sua avó alertar que “cautela e canja de galinha não fazem mal a ninguém”. Assim, é sempre bom ficar atento a certas situações que acabam ofuscando nossa capacidade de raciocinar, principalmente quando o mergulho é de…

  • Morros e Montanhas

Você está em grupo de amigos. Foram acampar ou passar o dia perto de lagoa ou rio em que há alguma encosta. Mesmo baixa, lembre-se de que é uma encosta.

Alguns amigos convidam para mergulho e dizem “pode pular… a gente conhece aqui… não tem perigo”. Algum deles vai duvidar de sua técnica de mergulho.

Dica 01 – Sempre há perigo…

…mesmo que digam “a gente já esteve aqui”. Não mergulhe sem antes averiguar o fundo da lagoa ou rio. De um dia para outro, objetos podem ter se acomodado no fundo ou pedras podem ter rolado da encosta.

Dica 02 – Sempre há perigo…

mergulho2…mesmo que você também conheça o local. Novamente, pode ter ocorrido algum evento depois da vez mais recente em que você esteve no local.

Dica 03 – Base dos pés

Averigue com toda atenção o local de onde vai pular. Partes soltas de morros, barro liso ou pedras pontiagudos dificultam impulso. Sua força pode não ser suficiente para girar o corpo ou ser forte demais para girá-lo além do necessário.

Você, claro, já deve ter ouvido falar em barrigada. Dói.

Dica 04 – Altura

Observe bem a altura da qual vai mergulhar. Encostas e morros enganam facilmente por conta da perspectiva com a imensidão do céu. A gente quer que você admire o céu, mas não que vá visitá-lo durante seu lazer.

  • Trampolim

mergulho3Esse acessório normalmente é responsabilidade de condomínio ou clube. Pode ser, mas segurança é responsabilidade sua, em especial quando você vai mergulhar pela primeira vez.

Dica 05 – Afixadores

Você até pode ter visto outras pessoas pularem, mas nunca vai saber a condição real dos afixadores até conferir. Pessoas que tiveram acidentes em parques de diversão também viram outras pessoas usarem o aparelho.

Vá até lá e verifique afixadores. É seu direito.

Dica 06 – Envergadura

Aproveite que está fiscalizando a segurança e sinta a envergadura da prancha. Perceba a resistência e pressinta a força contrária que ela vai exercer sob seu peso. É importante para que calcule o avanço e o giro de corpo para evitar barrigada. Ela dói.

  • Borda

Ainda que a piscina seja a da sua casa, “cautela e canja…”… bem, você já sabe.

Dica 07 – Substâncias Oleosas

Técnica de mergulho: cuidados na borda da piscina

Técnica de mergulho: cuidados na borda da piscina

Ver você na VideoCassetadas do Domingão não é nossa preocupação. O que a gente não quer é que um escorregão em bronzeadores, pomadas contra insolação, sabões e outras substâncias o levem para o hospital mais próximo. Ou mesmo distante.

Dica 08 – Peças soltas

Esta é variante da dica 03. Neste caso, verifique se não há azulejos ou pisos soltos. Além da queda, esses materiais são altamente cortantes. Atente-se também  a algum brinquedo no caminho.

Dica 09 – Parece idiotice…

… mas há muitos casos de nadadores pularem na piscina e somente no ar é que percebem que não há água nela.

Não ria. Você pode estar vislumbrado com o sol, com o horizonte, atento ao seu filho ou namorada, pode estar com a atenção voltada a qualquer outra coisa que não seja a piscina e… pula.

Se for em sua casa, esqueceu que o caseiro informou que havia esvaziado para fazer manutenção; se for em clube ou condomínio, não percebeu a placa enorme com aviso Piscina em manutenção.

 Técnica de Mergulho – Eficiência

Depois de assimilar bem as dicas de segurança, é hora de receber sugestões técnicas. E aqui os mais interessados são os competidores. Ou aquele jovenzinho que queira impressionar a namoradinha.

Dica 10 – Posição dos pés e pernas

Mais de 60% das funções dos pés dizem respeito ao andar; outro bom percentual é dedicado a corrigir postura da coluna quando em pé ou sentado. O restante é para impulso quando em corrida ou saltos.

É esse restante que nos interessa aqui, pois os dedos – especialmente o maior – são incumbidos da eficácia do salto e do mergulho por conseguinte.

A distância entre pés deve ser semelhante à largura de seus ombros. Isso vai distribuir a força da gravidade sobre seu corpo.

  • No trampolim: toda a base dos pés deve estar em contato com a prancha
  • Nas encostas: em pé; a ponta do pés deve ser o ponto de empurrão
  • Na borda: agachado; idem

Entretanto, na borda, o ideal é que penda levemente o corpo sobre a perna que você considera mais forte

Dica 11 – Posição dos braços e mãos

Durante o voo, comprima as orelhas com os braços (bíceps) e posicione a palma de uma mão contra o dorso da outra. Essa postura cria aerodinamismo propício que se transforma em hidrodinamismo adequado para bom deslize quando entrar na água.

Braços e mãos não podem apontar diretamente para o fundo da piscina. Em vez disso, desenham ângulo de uns 30 graus em relação à superfície.

Dica 12 – Posição da cabeça

Mantenha o queixo encostado no peito. Isso fará o alto de sua cabeça entrar na água de forma hidrodinâmica.

Tenha atenção redobrada para essa dica se estiver usando óculos de mergulho; a batida direta na superfície pode causar lesões nas proximidades dos olhos.

Dica 13 – Posição do corpo agachado

Seu queixo deve estar pressionando o peito e o nariz bem próximo aos joelhos; os quadris quase sobre os calcanhares.

Dica 14 – Inclinação do Corpo

Se você saltar com o corpo mais na vertical, vai chegar na água quase em pé; se saltar mais na horizontal, vai cair muito próximo à borda. Em qualquer das situações, vai perder tempo e espaço no salto.

Identifique o ponto de inclinação ideal para seu peso para boa impulsão. Ela deve levar você o mais distante possível da borda e o mais rápido possível. Assim, seu deslize vai ser muito mais eficaz.

Por outro lado, não deve ser forte o bastante para levar seu corpo muito abaixo da superfície. Você vai perder sagrados centésimos para voltar a ela.

Dica 15 – Voo

Deixe seu quadril o mais alto possível – com o corpo quase formando um triângulo. Jogue tórax e braços para a frente. Isso fará você ganhar alguns milímetros no ar e seu corpo chegar na água na posição ideal.

Dica 16 – Entrada na água

A posição dos braços e mãos de que falamos na dica 11 vai fazer você entrar na água de forma certa. Mas seu corpo não pode tocar a superfície como se fosse uma prancha. O ponto de inclinação é muito importante.

A Medinas, como sempre, tem grande satisfação em divulgar os benefícios da natação. Não somente porque é seu ramo de negócio (o e-commerce dispõe de todos os produtos para prática profissional, amadora ou ainda por lazer), mas porque tem consciência de que exercícios físicos fazem grande à saúde física e mental.

Quando são feitos com esporte agradável como natação, se tornam prazer absoluto.

Bons mergulhos!

 

Comentários